Arquivo da categoria: pessoas

notas sobre o tempo

o tempo de acordar
o tempo de dormir
e o tempo do dia
é diferente do tempo da noite

o tempo da linha
o tempo do desenho
o tempo do bordado

o tempo da descoberta
o tempo do fazer
o tempo de olhar
o tempo da espera
e o tempo de olhar novamente

o tempo da semeadura
o tempo de florescer

o tempo de cozinhar
o tempo de comer

o tempo de encontrar
o tempo a perder
o tempo a correr

o tempo que não chega
o tempo que já foi

o meu tempo
o tempo do outro
o nosso tempo

…..

Esses dias me deparei com um texto da ilustradora Juliana Rabelo sobre o tempo a partir de uma frase da Fernanda Meireles (Loja sem Paredes):  “Me dê um tempo e lhe dou algo muito bonito”. Incrível! Tão lindo.

Acho que uma das minhas maiores dificuldades é lidar com o tempo. Sou ansiosa, meio polvo, meio antena, um tanto elétrica, com tempo fracionado na medida para cada uma das mil coisas que me proponho a fazer em um único dia.

E assim, cada vez mais, estou onde não estou. Um olho aqui e outro acolá. O corpo aqui, o coração ali e a cabeça sabe-se lá aonde. Tudo para ontem, tudo para terminar rápido, com tempo contado, fazendo agora pensando no que vem depois.

Cada vez menos paciente para comigo e para com os outros. Cada vez mais exigente e cheia de expectativas malucas e frustradas.

Quem me conhece sabe que já sei disso há tempos, que falo disso um bocado, que não assumo sempre, que sofro e rio ao mesmo tempo (hahahahah) e que sempre digo que será diferente…

Ok, ok. Então, me vem a fatídica pergunta:

Quando é que me chega o tempo de mudar?

Anúncios

post dos pequenos desejos

Há cerca de um ano e meio comprei um caderno para fazer desenhos e a primeira coisa que fiz foi escrever alguns desejos nas suas duas primeiras páginas.

A chamei de…

Minha lista de desejos para a vida que continua a partir de hoje

Levar mais amigos em casa

Iniciar o pagamento de uma previdência privada

Ser menos encanada, pensar menos (humm, estranho esse pedido…)

Yoga 3 vezes por semana

Cultivar minhas rugas de sorriso

Me preparar para uma pequena viagem de bicicleta

Fazer uma pequena viagem de bicicleta

Desenhar todos os dias

Viajar… pelo Brasil e pelo mundo

Ter uma casa com um pequeno jardim com temperos, flores, frutas e folhas bem verdinhas

Ter menos vergonha de fazer as coisas que tenho vontade de fazer

………

Ao retomar, hoje, essa listinha com desejos tão simples, tão meus, fiquei muito feliz. Alguns deles já consegui iniciar e outros já realizei. Então, decidi acrescentar mais alguns:

Ir ao cinema uma vez na semana

Passar mais tempo com a minha pequena grande família

Me permitir tomar café da tarde ou ter um bom jantar demorado com pessoas queridas (sem culpa sobre o horário)

Fotografar pessoas no seu dia a dia

Desenvolver um trabalho com arte que seja útil para mim e para a sociedade

Ser mais engajada com o que acredito, mesmo que pareça confuso de início

Voltar a estudar

Fazer da leitura um hábito

Aprender outro idioma

Dizer mais eu te amo

Agradecer todos os dias a grande oportunidade que tenho por estar aqui

………

Nesse momento, estou em viagem – em Barcelona, Espanha – para aprender algumas coisas: castellano, ter menos vergonha de fazer o que gosto, desenhar mais e encanar menos.

Diria que estou indo bem e cultivando aos montes minhas rugas de sorriso.

Etiquetado

Carnaval abdusida pela infância

Pulei
Desenhei
Dancei
Pintei
Gargalhei
Brinquei de ser criança nesse carnaval

01

02

03

04

06

07

08

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

Etiquetado

e 2013 se foi…

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Em breve novidades

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Passarinhando por aqui

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

De volta. Primeira foto é da afilhada mais linda!

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

De #bike dia sim

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

De #bike dia não também

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Eunãoseipousar #ccbb

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Uma delicinha de livro pra alegrar esse domingo chuvoso

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Animação saindo 😉

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#manifestacao por @andremascaro

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#arraiadocasulo

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Reflexo da multidão na faria lima. #spnarua

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Escadas do #ceuma

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Saudade… #serradaestrela #portugal

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Dia de Malu

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#desejosurbanos #pracadanescente

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Dia de mundança

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Por aqui

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Parque do Carmo #cerejeiras

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Na casa do vovô

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#desejosurbanos por aí

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

@conexaocult #mulherescriativas #desejosurbanos dia 15/09 das 12h – 20h na Casa das Caldeiras 😉

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Janelas janelas janelas

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Janelas #desejosurbanos #conexaocultural #mulherescriativas

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Dona Jô e seu passarinho

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Pimenta 😉

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Entrada ciclovia marginal pinheiros

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Dia das crianças

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

@_prompt_

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#schutz e equipe a postos

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Queridos, ibira e show da Ná Ozzetti. 😉

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Amor por Joana Salles #bikearte #arvoredosdesejos

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

#desejosurbanos #porai no #bikearte

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Só na produção com @_prompt_ e @peperomiaurbana

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Sardenta

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Lanchinho delicia na casa de Jô com seu Fernando 😉

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Iniciando as comemorações com uma cachacinha mineira

A post shared by Pri Ballarin (@pri_ballarin) on

Saul Leiter

Precisando olhar, relembrar, escrever… precisando voltar… cá estou

Há um ano e meio atrás tive a oportunidade de conhecer um pouquinho do trabalho de Saul Leiter durante um curso de fotografia e alucinei.

SaulLeiter

As cores e diferentes texturas, os reflexos e as transparências, os guarda-chuvas e suas chuvas, a cidade, as mulheres, os passos, as janelas, vitrines, luzes, o dia a dia banal e seu olhar sempre a espiar, a revelar o não revelável… tudo isso me encantou.

Fui tomada pelo desejo de flanar pela cidade e de me apropriar de sua atmosfera impalpável.

Apesar disso, até sábado passado eu nada sabia sobre sua trajetória como fotógrafo de moda ou mesmo como era sua figura física. Estava contente por conhecer suas belas imagens de Nova York. Até que fui assistir, no MAM, o documentário In No Great Hurry . Agora tudo pareceu fazer sentido.

Um artista um tanto ranzinza, sem pressa, que sai com a sua câmera (discreta), tira suas fotos, caminha, bebe café, se perde entre as pilhas de papéis repletas de memórias em seu velho apartamento e que acredita na busca pela beleza.

Ponto.
Completamente apaixonada.

Confira o trailler do doc.

entre …

2003 … 2011
São Paulo … Minas Gerais
Cidade … Campo
Gol … Fiesta
25 … 33
o início de duas histórias em um único filme

Etiquetado , , , , ,

é tempo de mudança

Mudar às vezes é díficil. É preciso paciência e determinação. E essas são duas coisas que não tenho.

Mas de tanto bater a cabeça acho que agora é tempo de mudar. Mergulhar no mundinho de Pri, entender minhas qualidades e defeitos pra eu viver melhor comigo e com o mundo.

Queria, de verdade, parar o tempo e pedir pra descer. Entrar em um ano sabático, but não dá pra ter tudo nessa vida, né?

E de todo esse processo que vem por aí, uma coisa é certa: quero sorrir mais.

No livro Princesas Desconhecidas e Esquecidas (escrevi sobre ele no último post) tem uma frase que não sai da minha cabeça “Não sorrir é como deixar de regar as plantas“.

Não quero deixar meu jardim morrer. Então, bóra viver um dia de cada vez com paciência e determinação. E como diz minha querida amiga e professora Mel Vieira: “sempre com leveza e suavidade.

Pra começar as mudanças e não deixar as listinhas de lado (isso não quero mudar não), tentei fazer desse carnaval um feriado mais especial pra mim mesma.

1. fucei o baú e reencontrei e reeditei imagens já esquecidas.
(algumas entrarão aqui em breve)

2. aparei as madeixas bem curtinhas

eu, eu and eu

3. bordei um novo quadrinho pra porta do meu quarto. Assim não esqueço as necessidades básicas da vida.

nada de viver sem poesia

4. encarei a câmera digital e fotografei meus sobrinhos lindos

Lorenzo, bonachão

Nicoleta, uma sapeca

5. andei de bicicleta debaixo de chuva com meu amor, como há muito tempo não fazia.

garoa que lava a alma

Bom começo, não?

Etiquetado , , , , ,