vida de pri sem carro em SP

Sim, demorei para reaparecer, again…mas cá estou cumprindo o prometido.

Tenho andado muito a pé, de ônibus e de metrô por São Paulo. Não trechos absurdos, já que moro na Pompéia e vou muito para a Paulista, Centro e Vila Mariana…Tá, algumas vezes, sigo até Santana ou Butantã. Mesmo assim, são caminhos um tanto quanto restritos se levarmos em conta o tamanho dessa megalópole e a época em que eu morava em lugares tão tão distantes como Parada de Taipas. Eu e Su (minha prima), saíamos as 5 de la matina de casa para chegar no colégio as 7 (no Brás).  Na volta para casa, sempre que dava, parávamos em Santana e comprávamos um churros com recheio de doce leite. Passávamos a maior parte da viagem dormindo.

Enfim, outros tempos que me vem a memória enquanto me pego esperando um ônibus cujo número e letreiro já não me soam tão familiar.

É engraçado como o olhar muda ao você andar a pé. A relação com a cidade é outra, com as janelas, com as calçadas, com a rua, com as pessoas, com os carros, com o poder de ir e vir, com as vitrines das lojas, com o tempo, com o que é importante levar, como levar…  o pensar você inserido na cidade muda.

Estou aprendendo muito com esse jeito de andar na cidade e não vejo a hora de poder voltar a pedalar e fazer com que a magrelinha faça também parte do meu dia-a-dia nessa cidade caótica que é São Paulo.

Não vou fazer apologia para deixar o carro na garagem, embora eu acredite que muitas vezes seja melhor caminhar ou pegar um ônibus do que ir de carro. Talvez eu tenha essa visão romântica porque trabalho ao lado de casa, porque o transporte público não é uma necessidade diária na minha vida… talvez, não, é isso mesmo.

Se eu morasse no norte da zona norte e tivesse que ir para a zona sul todos os dias odiaria pegar ônibus. Mas também detestaria ter que dirigir um carro por todo esse trajeto. Já fiquei muito puta por ter que atravessar a cidade todos os dias e acho que por isso coloquei como umas das prioridades da minha vida trabalhar próximo de casa.

Humm

Queria terminar esse texto de outro jeito, mais inteligente, de repente com um sacada esperta ou sarcástica, mas estou com um baita soninho…

Então acho que é o que temos pra hoje. Fui.

Anúncios

2 pensamentos sobre “vida de pri sem carro em SP

  1. shiz disse:

    oi prii!!! adoro ver seus posts! sabe que mesmo ainda estando em guarulhos(espero que nao por muito tempo! rss), tbm ando cansada de andar tanto de carro e ando utilizando mais o metro, deixando o carro mais longe, onde nao tem zona azul e caminhando mais. ninguem merece pagar tao caro com estacionamento tbm ne! alias, essa relacao com a cidade eh muito legal mesmo, e acho que agora tem um outro gostinho do que qdo estudavamos longe e voltavamos pra casa! agora dah pra curtir o percurso, eh diferente mesmo! bjao!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: